Jogue Fora seu PABX: Por que o Asterisk pode ser o Futuro VoIP de sua Rede

Texto Original escrito por:
Preston Gralla, ComputerWorld?, 7 de Setembro de 2006
Que pode ser conferido no link: http://www.computerworld.com/action/article.do?command=viewArticleBasic&articleId=9003067 .

Aqui vai uma pequena revelação de senha da sua rede: Seu PABX está velho e desatualizado e se você quiser trazê-lo para a era moderna com telefonia IP e voz sobre IP, você é levado a ter que gastar um monte. As centrais de comutação especializadas, hardware e sistemas proprietários não vão custar barato, e eles nem mesmo podem oferecer todas as características que você está procurando.

Mas existe uma alternativa, que milhares de negócios e administradores de rede descobriram. O PABX plataforma aberta Asterisk tem sido a conquista de enorme multidão, oferecendo surpreendentemente características poderosas de telefonia sobre um hardware de baixo custo. Não somente ele tem gerado economia de dinheiro para as companhias, mas porque ele também tem sido capaz de integrar telefonia com aplicações de rede o que não se conseguia tornar possível anteriormente.

Mas o Asterisk não é para qualquer um. Existem questões que você precisa confrontar se você planeja migrar para o Asterisk. Dessa forma, aqui está, em poucas palavras, o que você necessita saber sobre o Asterisk, juntamente com conselho daqueles que já tem empregado ele.

O que é o Asterisk?


Permita-nos começar com o básico: o Asterisk é um software PABX de código fonte aberto que roda em cima de uma grande variedade de sistemas operacionais, incluindo o Windows, Linux, Mac OS X, OpenBSD, FreeBSD e Sun Solaris. Ele pode rodar em hardware barato e fora de hack, e ele inclui características muito avançadas tais como URA, Voicemail, Sala de Conferência, Distribuição Automática de Chamadas e Roteamento que tem sido até agora disponível em PABXs proprietários.

Ele é também excessivamente flexível. Novas funções podem ser criadas escrevendo scripts na linguagem do Asterisk, escrevendo módulos em C, e escrevendo scripts em Perl ou qualquer outra linguagem.

Particularmente importante é que ele manipula chamadas VoIP e funciona com uma variedade de protocolos VoIP, incluindo o Session Initiation Protocol (SIP) e H.323. Ele também funciona como gateway entre os telefones IPs e Rede Telefonia Pública Comutada.

Tudo isso significa que ele pode ser usado para criar PABXs poderosos e programáveis a um custo baixo, disse Josua Stephens, CEO da Switchvox, um integrador baseado em San Diego e fornecedor de sistemas PABX, incluindo muitas montagens usando o Asterisk.

“Com o Asterisk, você pode montar qualquer sistema de telefonia que você quiser. Ele é insubstituível quando você necessita de programação customizada”, diz ele. “Ele permite você montar PABXs com os tipos de características que nos outros, ao contrário, custaria muitas dezenas de milhares de dólares”. Em contraste, ele diz que PABXs completos com turnkey baseado no Asterisk pode ser vendidos por menos de 1000 dólares.

O custo é baixo porque ele pode rodar em cima de hardware padrão e fora de hacks, diferentemente dos PABXs proprietários avançados. E porque ele é software livre, taxas de licenças não é cara.

Por que você deve usar o Asterisk

O fator custo é uma razão óbvia para usar um PABX Asterisk em vez de um proprietário de algum fornecedor. Mas existem outras razões também, diz Dale Laushman, presidente e CEO da Lakewood, empresa do Uptime Group baseada em Colorado, uma empresa de consultoria em TI e VoIP que tem trabalhado intensamente com o Asterisk.

“Muito mais importante do que custo é a flexibilidade do sistema que você pode montar com o Asterisk”, ele sustenta. “Você pode fazer que ele execute agora mesmo tudo que você desejar. Com um PABX tradicional, existe um número predefinido de características e elas podem estar habilitadas ou não. Com o Asterisk, por outro lado, você tem em suas mãos o código fonte e você pode customizá-lo conforme você desejar. Ele pode fazer coisas que um PABX IP normal simplesmente não consegue”.

Laushman cita um exemplo de tal flexibilidade – um PABX que sua companhia montou para uma clínica de atendimento de emergência 24 horas. Ela foi o começo e necessitava manter os custos baixos, mas porque ela oferecia serviços de emergência, ela necessitava assegurar que toda chamada entrante fosse atendida rapidamente e fosse roteada a uma pessoa apropriada. Assim, Uptime Group usou a flexibilidade de roteamento de chamada do Asterisk para montar um sistema sofisticado que roteia chamadas automaticamente ao profissional de saúde certo, baseado em um conjunto de regras complicadas.

As chamadas entrantes são primeiro roteadas para um médico ou enfermeira que está em serviço em algum lugar da clínica. Se não houver atendimento em dois rings, ele roteia automaticamente para mais duas pessoas, uma que esteja no celular e a outra que esteja no consultório. Se nenhuma destas pessoas atender rapidamente, a chamada será roteada automaticamente ao sistema público de emergência 911.

“Com um PABX proprietário tradicional, você tem de contratar os serviços de uma consultoria de sistema mais complexo para fazer esse tipo de programação”, diz Laushman. Quanto ao custo, ele declara que a clínica avaliou vários PABXs proprietários, os quais custavam “bem acima de seis dígitos”, enquanto o que ele montou para a empresa baseado no Asterisk “nós colocamos por menos de 30.000 dólares”.

A revista 5280 Magazine baseada em Denver tem sido usando um PABX baseado no Asterisk por aproximadamente seis meses e o administrador de sistemas Jeff Panis diz que a revista comprou o sistema por sua flexibilidade bem como seu relativo baixo custo. Dentro das características importantes destacada pela revista está em os editores e a força de vendas poderem usar softfones para recuperar seus voicemails quando eles estiverem fora do escritório.

Além disso, as mensagens de voz são digitalizadas e enviadas via e-mail para acesso fácil a elas sem importar onde alguém está. O sistema economiza em hardware e custos de licenças se comparado com PABXs tradicionais e economiza tempo do pessoal também, porque os usuários podem fazer suas próprias mudanças nos seus telefones com uma interface baseada em web.

Os usuários podem encaminhar chamadas entrantes para números externos e ter chamadas entrantes enviadas automaticamente como arquivos de media via e-mail automaticamente, sem ter que pedir a um administrador para configurar seus telefones para executar essas tarefas.

O Asterisk pode também se conectar a bases de dados como o MySQL, que é a primeira base de dados da revista 5280 Magazine que é usada para desenvolvimento de aplicações internas. A revista está desenvolvendo seu próprio time para gerenciamento das ferramentas da organização para seu corpo de vendas e de marketing usando o MySQL, e que será capaz de conectar seu PABX baseado no Asterisk neste sistema tanto logo nova aplicação esteja disponível.

“Uma parte significativa da escolha foi a habilidade do Asterisk de se expandir e se ligar a outros sistemas”, diz Panis. “Também, com o Asterisk, você não fica preso a pagamento de grandes taxas para upgrade e licenciamento toda vez que você necessita de upgrade”.

Por que você não deve usar o Asterisk


Tudo isso não significa que o Asterisk é para qualquer pessoa. De fato, não é. Para registrar, tem sido usado inicialmente por pequenos e médios negócios, em vez de grandes corporações com múltiplos escritórios e divisões em múltiplas localidades. Por exemplo, a Uptime Group tem ainda que fazer uma implantação deste tamanho.

“Eu tenho ouvido e lido que você pode juntar sistemas Asterisk para fazer sistema de telefonia bastante extenso”, diz Lausshman, mas a companhia dele não tem experiência prática de como fazer isso.

Além do mais, a construção e programação de PABXs não é para pessoas medrosas; poucas companhias tem o conhecimento de como montar um sistema dentro de casa. Assim, as companhias terão de contar com companhias tal como Uptime Group e a Switchvox para montar sistemas para eles.

O suporte pode ser um problema também. Quando um sistema baseado no Asterisk é instalado por uma consultoria, um contrato de suporte será necessário. Isto significa dizer que a segurança da empresa que monta o sistema Asterisk seja sólida e que vai existir por vários anos, a fim de fornecer suporte.

Finalmente, existem as questões culturais em relação ao uso de software livre versos software comercial. Existem companhias que ainda não confiam no modelo de software livre, porque alguma empresa espertalhona que trabalha com software livre poder querer se afastar do negócio Asterisk.

O futuro do Asterisk

Está claro que o Asterisk não é fogo de palha e está aí para ficar. A Digium Inc sediada em Huntsville, Alabama, é quem criou inicialmente o Asterisk e afirma que o Asterisk já tem sido descarregado 1 milhão de vezes. A companhia também diz que existem 130 integradores de negócios que estão montando sistemas baseados no Asterisk ao redor do mundo.

A Digium recentemente também conseguiu seu primeiro round de investimento de 13,8 milhões de dólares junto a empresa de capital de risco Matrix Partners, uma firma de capital de risco que gerencia mais 2.5 bilhões em investimentos, e que investiu anteriormente em negócios que incluem Apple Computer Inc. JBoss Inc. até a Sycamore Networks Inc..

Portanto, se você está pensando em migrar para um PABX IP ou fazer o upgrade de algum existente, avaliar PABXs comerciais não é a única possibilidade. Por último, você pode não escolher uma sistema baseado no Asterisk, mas valerá a pena seu tempo gasto para pelo menos dar uma primeira olhada neste PABX de plataforma aberta.


Preston Gralla is a contributing editor for Computerworld.com's Networking Channel and the author of more than 35 books, including How the Internet Works, Windows XP Hacks, and the upcoming Windows Vista in a Nutshell. He has written about technology for more than 20 years, and has published in numerous national magazines and newspapers, ranging from Computerworld to USA Today, the Los Angeles Times, The Dallas Morning News, and CIO Magazine. 

 
< Anterior   Próximo >
Advertisement

Apoio


Login






Perdeu a senha?
Cadastre-se agora!
Advertisement

Enquete

Meu dia a dia com o Asterisk é:
 
chCounter: MySQL error!
SQL query:
  • LOCK TABLES `joomla_asterisk`.`jos_astats_counted_users` AS c WRITE, `joomla_asterisk`.`jos_astats_counted_users` WRITE, `joomla_asterisk`.`jos_astats_ignored_users` AS i WRITE, `joomla_asterisk`.`jos_astats_ignored_users` WRITE, `joomla_asterisk`.`jos_astats_data`as d WRITE, `joomla_asterisk`.`jos_astats_data` WRITE, `joomla_asterisk`.`jos_astats_pages`as p WRITE, `joomla_asterisk`.`jos_astats_online_users` as o WRITE, `joomla_asterisk`.`jos_astats_online_users`AS online WRITE, `joomla_asterisk`.`jos_astats_online_users` WRITE, `joomla_asterisk`.`jos_astats_log_data` WRITE;

Error number: 145
Table './joomla_asterisk/jos_astats_pages' is marked as crashed and should be repaired
Script stopped.